Raúl Castro critica política comercial e muro propostos por Trump

13/03/2017 01:13

 

Reuters
Pela primeira vez, desde que Trump assumiu a presidência, Raúl criticou a nova agenda dos Estados UnidosPela primeira vez, desde que Trump assumiu a presidência, Raúl criticou a nova agenda dos Estados Unidos

"A nova agenda do governo dos EUA ameaça desencadear uma política comercial extrema e egoísta que irá afetar a competitividade de nosso comércio exterior; violar acordos ambientais... caçar e deportar imigrantes", disse o presidente cubano. 

Para Raúl, a solução para conter a imigração não está em construir muros, como propõe Trump com relação ao México, mas com “cooperação, compreensão e paz”. 

Antes mesmo de assumir a presidência, Trump já ameaçava colocar a perder toda o processo de reaproximação construído ao longo dos últimos dois anos por Raúl e Barack Obama. Recentemente a Casa Branca anunciou que estaria fazendo uma “revisão completa de todas as políticas dos EUA para Cuba”. 

Em seu discurso, Raúl disse que se trata de uma “etapa crucial da história” e neste momento é necessário “ser realista e apostar na vontade politica para abrir oportunidades ao comércio e aos investimentos”. Segundo ele, esta nova agenda do governo dos EUA é ameaçadora com um “protecionismo comercial extremo e egoísta que afetará o comércio exterior”. 

Diante deste cenário, Raúl convocou os demais líderes latino-americanos a fortalecer a unidade através da Alba para consolidar o desenvolvimento dos povos do continente. “Consideramos a associação solidária como uma forma imprescindível para crescer e se desenvolver frente aos grandes blocos que dominam a economia mundial”, disse.
 
 

Do Portal Vermelho, com agências

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.