Obama pode revogar as acusações falsas contra os 5 Patriotas cubanos

11/06/2009 17:18

Obama pode revogar as acusações falsas contra os 5 Patriotas cubanos

Apresentados os seis livros enviados à Suprema Corte dos Estados Unidos para que aceite revisar o caso dos cinco antiterroristas cubanos

05 de junio de 2009 01:04:46 GMT

«Gostaria de confiar que, pondo à disposição esses materiais, ajude “um pouquinho” a que o caso dos Cinco seja melhor conhecido e melhor difundido», expressou Ricardo Alarcón de Quesada, presidente da Asembléia Nacional do Poder Popular, durante a coletiva de imprensa quando foram apresentados seis livros que contêm os Amicus curiae (Amigos da Corte) enviados à Suprema Corte dos Estados Unidos para que aceite revisar o caso dos cinco antiterroristas cubanos, encarcerados há mais de uma década.

O presidente do Parlamento explicou que os argumentos esgrimidos pelos Amigos da Corte [“Amicus curiae”] permitem ter uma idéia da natureza do caso de todos os ângulos possíveis. Além do mais, destacou que a grande quantidade de Amicus que apoiam a petição em defesa de Gerardo Hernández, René González, Antonio Guerrero, Fernando González e Ramón Labañino, constitui um fato sem precedentes na história judiciária estadunidense, ao mesmo tempo que ressaltou a qualidade das personalidades que subscrevem estes documentos.

«O presidente Obama pode e deve retirar as acusações falsas contra os nossos companheiros», afirmou Alarcón, que reiterou que o mandatário estadunidense detém a faculdade constitucional de pôr fim à injustiça.

Se tivesse dúvidas —apontou Alarcón— o presidente poderia perguntar a qualquer de seus assessores, tal como fez com os dois cidadãos norte-americanos que enviaram informação sigilosa e sensível ao governo de Israel tendo retirado as acusações anteriormente feitas contra ambos.

O presidente da Assembléia Nacional do Poder Popular explicou que, inclusive, as acusações contra os 5 que devem ser retiradas já haviam sido anuladas por outras instâncias. Nesse sentido destacou que a Corte de Apelações de Atlanta revogou a acusação de conspiração para cometer espionagem que pesa sobre Gerardo, Ramón y Antonio. Além disso, a conspiração para cometer assassinato de primeiro grau, somente atribuída a Gerardo, foi retirada pelo governo dos Estados Unidos, quando era presidido por Bill Clinton, ante a ausência de provas.

«O caso dos 5 é mais fácil... simplesmente deve valer-se desses dois antecedentes», assegurou Alarcón, que também recordou que, independentemente da prerrogativa presidencial, seguir-se-á exigindo que se faça justiça.

Os seis livros apresentados no Memorial José Martí recolhem en um só volume os argumentos dos dez Prêmios Nobel, en outro o esgrimido pelos parlamentares, em seguida o aportado por acadêmicos cubano-americanos, organizações legais e de Direitos Humanos internacionais legais e, num último texto, o exposto por organizações legais nos Estados Unidos.

«Esperamos que a Corte Suprema admita a revisão do caso, que admita o que está clamando a humanidade inteira», concluiu Alarcón.

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.