Ministros da Defesa pedem fim do bloqueio a Cuba

27/03/2009 22:58

Ministros da Defesa de países da América do Sul defenderam, ontem, que os Estados Unidos levantem o longo bloqueio econômico contra Cuba como forma de melhorar os laços da potência com a América Latina. O grupo, reunido no Chile para a constituição do Conselho de Defesa Sul-Americano, espera que o presidente dos EUA, Barack Obama, reverta o embargo com o qual administrações anteriores tentaram durante 47 anos forçar uma mudança no sistema comunista de Cuba.

 

''Creio que há um ponto fundamental, para que os Estados Unidos tenham uma boa relação com a América do Sul (...) é importante mudar a política com relação a Cuba'', disse a jornalistas o ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim. Obama é o primeiro presidente americano que se mostrou aberto a dialogar com as autoridades de Cuba, depois de meio século.

''Vemos hoje as condições favoráveis para o novo presidente dos EUA a fim de que esta situação injusta e discriminatória acabe'', disse Nilda Garré, ministra da Defesa da Argentina, que lembrou também que Cuba não está presente em fóruns internacionais, como a OEA.

Para o ministro de Defesa uruguaio, José Bayardi, Cuba não representa nenhum problema de segurança aos EUA e a política dos EUA em relação a Cuba ''está mais determinada pelo lobby de pressão interna cubana norte-americano, que por análises puras''. Bayardi acrescentou, no entanto, que o tema não estaria presente na declaração final da reunião dos ministros da Defesa.

O bloqueio a Cuba vigora desde o governo John Kennedy, na década de 60, logo após a Revolução Cubana, em 1959.


Fonte: Reuters

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.