Frei Betto diz que Obama pode liberar os Cinco

20/08/2009 14:38

HAVANA, Cuba, 18 de ago (acn) - Carlos Alberto Libânio Christo, ou simplesmente Frei Betto, defendeu a inocência dos cinco combatentes antiterroristas cubanos presos nos Estados Unidos desde 1998 e afirmou que o presidente Barack Obama poderia libertá-los.

 

Em declarações ao site CubaDebate, Frei Betto disse que os cubanos foram acusados de conspiração para cometer espionagem quando realmente tentavam evitar as ações terroristas dos grupos de anti-cubanos do sul da Flórida.

 

O escritor, religioso e intelectual brasileiro, recordou que eles não transmitiram qualquer informação de segredo militar, nem ameaçaram a segurança nacional dos EUA.  

 

“Eles foram usados como carne de canhão pelo FBI e pelos grupos da direita para evitar uma aproximação entre os Estados Unidos e Cuba”, assegurou, ao mesmo tempo que mencionou o fato de a Corte Suprema dos Estados Unidos ter rejeitado um apelo assinado por 10 Prêmios Nobel em favor dos cinco cubanos.

 

Além disso, Carlos Alberto Libânio Christo observou que: “A lei norte-americana permite ao presidente indultar os prisioneiros antes, durante e depois do julgamento, como já aconteceu em várias ocasiões”.

 

Agência Cubana de Notícias

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.