Fidel Castro se encontra com líder estudantil cubano

23/02/2015 14:25

O diário cubano Granma publicou novas fotos de Fidel Castro. As imagens são acompanhadas de um artigo assinado pelo dirigente da Federação dos Estudantes Universitários, Randy Perdomo Garcia. O texto trata sobre o encontro entre os dois no dia 23 de janeiro, na residência do ex-chefe de Estado cubano, na região oeste de Havana.


Cubadebate
Foto do dia 23 de janeiro. Fidel Castro lê um jornal durante encontro com o líder estudantil Randy Perdomo Garcia Foto do dia 23 de janeiro. Fidel Castro lê um jornal durante encontro com o líder estudantil Randy Perdomo Garcia

O líder, de 88 anos, entregou os cargos que ocupava no Partido Comunista Cubano e no Estado em 2006 para cuidar da saúde. Nos últimos meses, ele tem feito poucas aparições públicas, assim como, poucas fotos suas têm sido divulgadas.

“Fidel é um ser excepcional” é o título do texto do estudante. Nas fotos, Fidel Castro aparece com uma roupa esportiva azul conversando com Garcia.

“Ele, como convocando-me sempre ao conhecimento, leva o curso da conversa. Não deixo de pensar em como as circunstâncias da Sierra - da guerra - e os atuais desafios podem moldar tão especialmente um homem. Fala-me sobre astronomia, dos observatórios no mundo. Insiste na necessidade do desenvolvimento das ciências como a única forma de que a inteligência predomine, da relação dessas matérias com a economia e a qualidade da formação destes profissionais nas universidades”, diz um trecho.

Em uma outra parte do texto, o dirigente estudantil relata que Fidel “persiste em seu chamado de atenção à produção de alimentos para os seres humanos e animais, e mostra fotografias do semeado das plantas com as quais experimenta. Revela-me várias sementes, falando do custo e sua importância; da situação do combustível. Depois fala das revoluções que vêm contra a filosofia dominante, e fala que não se pode deixar de acreditar nelas, pois cada revolução termina por renascer. Em um momento especial, refere-se à Venezuela e fala com grande emoção de Chávez e de Maduro”.

Ainda segundo o relato, no encontro o líder da Revolução Cubana “também comenta sobre a Nicarágua e o empenho de Daniel Ortega e sua esposa no desenvolvimento dessa pequena nação”, além de tratar das “novas formas de combater algumas doenças, entre elas, a diabetes, com a produção de alguns alimentos naturais; da relação de Cuba com a África, desde a contribuição à independência dos países, o fim do apartheid e da atual contribuição de médicos cubanos na luta contra o ebola”.


Com informações de agencias

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.