Encontro de solidariedade a Cuba pede fim do bloqueio imperialista

10/05/2015 17:33

A presidenta do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (Icap), Kenia Serrano, chamou neste sábado (2) a multiplicar os esforços na luta pelo fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos à ilha caribenha.


Ao fazer uso da palavra durante o Encontro Internacional de Solidariedade a Cuba, que se realiza no Palácio das Convenções, em Havana, Kenia Serrano explicou que o regresso dos cinco antiterroristas a sua pátria não pode desmobilizar as forças amigas da nação antilhana.

A causa dos Cinco - como são chamados Renê González, Fernando González, Antonio Guerrero, Antonio Labañino e Gerardo Hernández – concentrou a maior parte da energia dos movimentos de solidariedade com nosso país, explicou Kenia no ato do primeiro vice-presidente cubano, Miguel Díaz-Canel.

Mas sua volta ao país não nos pode deter, pois necessitamos do clamor mundial para recuperar o território cubano que a base naval de Guantânamo ocupa de maneira ilegal, indicou Kenia Serrano perante mais de mil participantes de 70 nações.

Será necessário – assinalou - que os amigos de Cuba difundam a realidade da ilha como o exercício dos direitos humanos e o alcançado pela sociedade civil, assim como denunciar as campanhas midiáticas contra o país caribenho.

A presidenta do Icap qualificou de exitoso o apoio brindado a Cuba e a despeito da diversidade de ideias e opiniões políticas sempre se consegue concertar ações para a luta.

Por sua parte, o secretário geral da Central dos Trabalhadores de Cuba, Ulises Guilarte, destacou a valentia dos presentes na reunião e agradeceu seu apoio incondicional e solidário.

Hoje lhes pedimos - disse Guilarte - seu apoio na exigência da eliminação do bloqueio imposto por Washington, que ao contrário do que a manipulação midiática quer transmitir, continua intacto, sobretudo naqueles aspectos que mais afetam os cubanos.

Com Cubadebate 

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.