Em 2013, Cuba anunciou reformas para fortalecer economia

05/02/2014 00:37

Apesar da manutenção do bloqueio econômico que impede o desenvolvimento econômico de Cuba, o país tem adotado importantes medidas para aperfeiçoar seu sistema e preservar suas conquistas sociais .

Por Théa Rodrigues e Vanessa Silva, da redação do Vermelho


 

Cuba anunciou diversas medidas para fortalecer sua economia| Foto: Reuters


Uma das principais mudanças é que o país se abre aos investimentos estrangeiros mediante empresas mistas, nas quais o Estado cubano sempre dispõe de uma maioria de ao menos 51%. O novo modelo também promove as cooperativas, pequenas propriedades agrícolas e trabalhadores independentes, com a finalidade de reduzir o papel do Estado nos campos estratégicos.

Cuba também atualizou sua política migratória, o novo código de trabalho, o sistema de compra e venda de carros e criou a Zona de Desenvolvimento Especial de Mariel (ZDEM) , uma das medidas econômicas mais importantes do país.

A ZDEM é o maior investimento em infraestrutura das últimas duas décadas em Cuba e tem 80% de capital brasileiro. A zona possui instalações portuárias para acomodar os novos e maiores navios de contêineres, seguindo a expansão do Canal de Panamá e também uma zona de processamento de exportações e nova infraestrutura de comunicações e transporte terrestre.

 

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.