Denia Caballero também dedica sua medalha no disco a Fidel Castro

22/08/2016 13:32
Denia comemora o Bonze com a bandeira de Cuba. Foto: Rio 2016
Por Sturt Silva

Cuba fechou o 11º dia no Rio 2016 com oito medalhas, sendo 2 de ouro, 2 de prata e 4 de bronze. Ontem foram ganhas duas. A segunda de prata, conseguida pelo lutador Yasmani Lugo nos 98 Kg da luta greco-romana e a quarta de bronze da campeã mundial Denia Caballero, no lançamento de disco.
 
Primeira medalha no atletismo
 
A campeã mundial em 2015 e dos jogos pan-americanos de Toronto, Denia Caballero conseguiu sua medalha na terceira tentativa com a marca de 65.34.
 
Denia, que é de Villa Clara, veio para Rio em busca do ouro e justificou o bronze devido a uma lesão de última hora que afetou sua preparação final. A medalhista cubana também dedicou a medalha a Fidel Castro, que noúltimo sábado completou 90 anos.
 
“Essa medalha dedico a Fidel, a minha família, aos meus treinadores e fisioterapeutas que trabalharam comigo nessa última parte da preparação quando apareceu uma lesão inesperada”, disse a atleta cubana que assegurou a primeira medalha do atletismo para Cuba nesses jogos.
 
Outros atletas cubanos já tinham feito o mesmo. No sábado, o primeiro campeão olímpico no Rio 2016, Ismael Borrero Molina, e o boxeador Lenier Pero tinham dedicados suas vitórias ao líder histórico da Revolução Cubana.

Feliz, mas não satisfeita com o bronze, Caballero espera buscar o tão sonhado ouro em Tóquio 2020.
 
A força dos lutadores cubanos
 
Com a medalha de prata de Yasmany Lugo, a luta greco-romana toma o lugar número 1 do boxe, até então o esporte favorito para ganhar o maior número de medalhas para Cuba no Rio 2016. 
 
Lugo, prata no Rio 2016. Foto: Ricardo López Hevia
Para ser ter uma ideia da força dos lutadores cubanos, a luta greco-romana era composta por cinco lutadores, esteve presente em três finais, conseguindo duas medalhas de ouro e uma de prata. O boxe até o momento só conseguiu 3 bronzes.
Boxe: vitórias e derrotas
 
No boxe, Robeisy Ramirez derrotou por 3-0 em uma grande demonstração o chinês Jiawei Zhang e garantiu a medalha de bronze na categoria peso galo (56Kg). A busca pela disputa do ouro está marcada para amanhã, no período da tarde.
Lenier Pero, na categoria peso superpesado (+91Kg) perdeu por nocaute técnico para o croata Filip Hrgovic e ficou sem medalhas. 
 
O primeiro a chegar a final no Rio 2016, entre os boxeadores cubanos, é o tricampeão mundial Julio César la Cruz. Ontem ele derrotou Mathieu Bauderlique, da França, por 3-0. A busca pelo ouro também será amanhã, no período da tarde.
Outros resultados do dia 16
 
Yarisley Silva, no salto com vara, classificou para a final e vai buscar o ouro para Cuba na sexta.
 
O ginasta Manrique Larduet não quis deixar de concorrer mesmo lesionado. O ginasta cubano marcou presença nas finais de barras paralelas e barra fixa, mas não conseguiu seu sonho de obter uma medalha. Nas barras fixas ficou na quinta colocação, por causa de um erro e nas barras paralelas os juízes não premiaram uma demonstração que era superior à do ocupante da terceira colocação.
No ciclismo, Marlies Mejías tampouco conseguiu uma medalha, embora fechasse com força a corrida por pontos, conseguindo finalmente a 7ª colocação.
Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.