Cubanos e bolivianos homenageam Che Guevara em La Higuera

16/06/2009 00:33

Bolivianos e cubanos lembraram o 81° aniversário do guerrilheiro Ernesto Che Guevara no mesmo local onde, em outubro de 1967, seus inimigos puderam matá-lo apenas fisicamente.

 

Um grupo de colaboradores internacionalistas cubanos, integrantes da fundação Che Guevara e autoridades locais chegaram neste domingo a este intricado lugarejo dos Andes, para homenagear o legendário guerrilheiro, nascido em 14 de junho de 1928 na cidade argentina de Rosario.

 

Segundo os organizadores informaram à Prensa Latina, no ato serão reconhecidos a Brigada de Educação da Ilha e o Grupo de Apoio aos Trabalhadores Sociais Bolivianos.

 

A embaixada cubana em La Paz também entregará um reconhecimento à direção da Colaboração Médica Caribenha na nação sul-americana.

 

Antes de viajar a La Higuera, os colaboradores fizeram uma escala no povoado boliviano de Vallegrande, onde durante três décadas descansaram os restos do combatente argentino-cubano.

 
Nessa oportunidade, representantes das brigadas de saúde e educação reconheceram a influência do exemplo de Guevara em seu trabalho, em ato que teve lugar nessa localidade do departamento de Santa Cruz.

 

Durante a homenagem, a direção da Coordenação Médica reconheceu o desempenho dos colaboradores mais destacados, entre eles diretores de hospitais integrais comunitários, trabalhadores de centros oftalmológicos e chefes das brigadas nos departamentos [estados].

 

Antes da homenagem, a representação cubana, integrada por pessoal do setor da saúde, da educação e por trabalhadores sociais, visitou o hospital municipal de Vallegrande, Señor de Malta, inaugurado em 14 de junho de 2006 graças às gestões da prefeitura municipal e à decisiva contribuição da brigada médica.

 

O corpo de Che após seu assassinato na aldeia de La Higuera, próxima a Vallegrande, foi mostrado naquela que é hoje uma moderna unidade assistencial.

 

O centro hospitalar foi totalmente dotado com equipes de última geração, com 25 especialistas cubanos altamente qualificados.

 

Os colaboradores também visitaram os locais onde foram encontrados os restos dos combatentes da guerrilha na Bolívia.

 


Fonte: Prensa Latina

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.