Cuba tem a maior longevidade das Américas, diz estudo

24/12/2014 12:25

Análises demográficas demonstram que Cuba tem a maior longevidade das Américas. Mais de 18% de seus habitantes na terceira idade. "Esses estudos evidenciam indicadores comparáveis a países do chamado primeiro mundo", destacou o especialista do Centro de Estudos Demográficos da Universidade de Havana (Cedem), Rafael Araujo, em entrevista à Agência de Informação Nacional.

DW
 Atividades para idosos são comuns na ilha caribenha.  Atividades para idosos são comuns na ilha caribenha.

Ele assinalou que este feito traz um desafio adicional para a atualização do modelo econômico de Cuba, já que é a única nação de população envelhecida com uma economia subdesenvolvida. Araujo afirmou que o incremento da esperança de vida, superior aos 79 anos de idade, demonstra a capacidade de sobrevivência das pessoas maiores de 60, as quais lideram as estatísticas em numerosos territórios.

O professor universitário também chamou a atenção a respeito da redução dos índices de fecundidade. "A sociedade tem um ideal reprodutivo que retarda a procriação, associado a fatores de índole econômica, social e de superação pessoal, entre outros", agregou.

O Cedem, em colaboração com o Fundo de População das Nações Unidas, possibilita a investigação, a capacitação e a educação popular.

Fonte: Prensa Latina

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.