Cuba entrega terras ociosas para produção de alimentos

18/07/2011 23:34

Mais de 90 mil hectares de terras ociosas na província cubana de Matanzas foram entregues para o cultivo de alimentos no primeiro semestre de 2011, informou nesta quarta-feira (13) o jornal cubano Granma. Segundo o governo, ainda há, naquela região, 58 mil hectares disponíveis para produção.

Matanzas é uma província do norte da ilha e fica a 90 quilômetros da capital, Havana. José Miguel Rodríguez, delegado do Ministério da Agricultura em Matanzas, declarou à imprensa local que a entrega de terras é uma ação positiva.

 

Entretanto, ele também afirmou que é necessário aumentar a assistência aos beneficiados pelo Decreto-Lei 259, publicado em julho de 2008. Ele determina que pessoas físicas possam receber terras por um período de dez anos. O período é ampliado para 20 ou até 25 anos no caso de pessoas jurídicas.


De acordo com estatísticas oficiais, apenas nos primeiros seis meses de 2011, o governo cubano recebeu em torno de 800 solicitações de terra. No total, há 9.666 pedidos em trâmite. Parte dos interessados será iniciada na atividade agropecuária. Dentre os beneficiados constam 566 mulheres e "a maioria" é de jovens.


No Sexto Congresso do Partido Comunista, realizado em meados de abril deste ano, a Assembléia Nacional do Poder Popular (congresso cubano) definiu que aumentar produção de alimentos seria um dos pilares do "ajuste do socialismo" no país. A idéia é enxugar o excesso de mão de obra nas empresas estatais e levar trabalhadores interessados para trabalhar com agricultura ou pecuária.


Fonte: Opera Mundi

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.