Brasil: ótimas as relações com Cuba

14/09/2009 20:31

Entrevista com embaixador brasileiro em Cuba no dia da independência do gigante sul-americano

 

HAVANA, Cuba, 07 set (ACN) - Bernardo Pericás Neto, embaixador da República Federativa do Brasil em Cuba, qualificou como ótimas as relações com a Ilha, por ocasião da comemoração do 187º aniversário da independência dessa nação sul-americana.

 

Depois de destacar a solidariedade do gigante do Sul com Cuba durante a passagem de três devastadores furacões, no ano retrasado, o diplomata ressaltou em declarações exclusivas para a ACN que houve um avanço muito significativo nas relações bilaterais desde 07 de setembro de 2008 até a presente data.

 

O representante destacou as duas visitas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Cuba em 2008, sua reunião com Fidel e Raúl, e a assinatura de importantes acordos entre ambos os países, como o que permite à petroleira estatal Petrobras fazer operações de prospecção na costa cubana.

 

Também se referiu à abertura de um escritório brasileiro de promoção de investimentos e comércio em Havana.

 

No mês de dezembro tivemos a importantíssima visita do presidente Raúl Castro à Bahia, seguida de sua participação na 1ª Cúpula da América Latina e Caribe sobre integração e desenvolvimento, celebrada no balneário Costa do Sauípe, comentou o embaixador.

 

Pericás Neto destacou os avanços nos laços mútuos nos investimentos, a produção de medicamentos, o início da recuperação e desenvolvimento do porto do Mariel, em que participa uma empresa brasileira, e a produção de soja, citando alguns exemplos.

 

Com a maior economia da América Latina, a segunda de toda América e a oitava em nível mundial, o Brasil celebra sua Festa Nacional com sucessos tais como a redução parcial da pobreza entre os 191 milhões de brasileiros e evitar as perigosas conseqüências da atual crise financeira e econômica global.

 

Devemos terminar 2009 com balanço de crescimento positivo, enquanto para o ano próximo esperamos um crescimento do Produto Interno Bruto próximo ao 4,5%, o que seria algo realmente muito bom, disse o entrevistado.

 

Pericás Neto indicou que esse resultado foi atingido graças à inteligente política do governo do presidente Lula que, aliás, ganha projeção na integração com a América Latina e o Caribe e a ampliação da presença e influência brasileira por todo o mundo.

 

Agência Cubana de Notícias

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.