A hipocrisia na questão dos direitos humanos em Cuba

07/02/2012 20:16

A mídia de direita no Brasil não perde um minuto. Como fizeram com Lula, agora o fazem com Dilma. O ataque é diário, seja sobre o que for. O tema da vez são os direitos humanos em Cuba. Como Dilma, presidente de um país “democrático” como o Brasil, pode fazer uma visita e apoiar um regime ditatorial controlado pelos irmãos Castro? Que absurdo.

Por Tomas Rotta, para o blog Marx 21
 


Somente Dilma para não entender o que são direitos humanos, não é verdade? Logo ela, uma combatente da ditadura militar no Brasil! O bombardeio é constante. Entretanto, a questão sobre direitos humanos em Cuba é recheada de hipocrisia e moralismo, características típicas do discurso de direita no Brasil. Vejamos aqui o porquê.

Acusam Dilma de dar apoio político e econômico a uma ditadura que já dura mais de 50 anos. Mas por que não fazem o mesmo com, digamos, os presidentes dos EUA? Presidentes com Bush pai, Clinton, Bush filho e Obama fazem muito pior do que Dilma, e não há nenhum ataque a eles. Sim, da mesma forma que atacam Dilma, deveriam, estes mesmos jornais de direita, criticar os presidentes dos EUA. Vejamos algumas razões.

Primeiro, a China é a maior parceira comercial dos EUA. Como sabemos, o regime político chinês não é nada “democrático”. Há controle do partido comunista sobre sindicatos, controle da imprensa, controle de opinião, controle de dissidência etc. Sabemos que existem violações claras de direitos humanos no atual governo chinês. O que fazem os EUA contra isso? Nada, ou quase nada, se levarmos em consideração o apoio de Bush ao Dalai-Lama. Os EUA são o maior importador de produtos chineses no mundo. Milhares de empresas norte-americanas operam em território chinês. E, ainda mais, a China já é dona de boa parte dos ativos financeiros de Wall Street. Grande parte da dívida do Tesouro e das hipotecas nos EUA são agora propriedade dos chineses. Como assim?!? Como podem os EUA dar tanto suporte financeiro e econômico a uma ditadura como a chinesa?!?

Segundo, Mubarak, ex-ditador do Egito, foi por décadas o segundo maior receptor de “ajuda” financeira dos EUA, superado apenas por Israel. Isso mesmo. O ex-ditador egípcio Mubarak recebia diariamente a segunda maior quantia de ajuda financeira que os EUA disponibilizavam ao mundo. Isso mesmo. Os EUA financiavam uma ditadura que a eles convinha. Convinha por muitas razões, entre as quais o controle do canal de Suez e a paz temporária com Israel.

Terceiro, os EUA dão suporte militar e financeiro a muitas ditaduras no Oriente Médio a fim de garantir a oferta de petróleo a baixo custo.

Quarto, os EUA mantém em Cuba um centro internacional de tortura supra-jurídico, conhecido pelo nome de base de Guantánamo. Sim, os EUA torturam pessoas, e todo mundo sabe.

A Dilma faz uma visita à ilha cubana e não tem descanso. Tem que aguentar Folha, Estadão, Veja (aqui também) e Globo com essa hipocrisia de direitos humanos. Digo hipocrisia porque o discurso da direita midiática no Brasil, assim como no mundo, é totalmente assimétrico. Criticam Cuba mas se “esquecem” de fazer o mesmo com um grande país que está bem perto de Cuba e que tem 100 vezes o território da pequena ilha. Muito conveniente este esquecimento. Se querem criticar Dilma com tanto furor, que o façam também, com igual intensidade, com aqueles que praticam políticas muito piores.

O importante para os jornais de direita, que fique claro, não é defender os direitos humanos, mas sim atacar Dilma, seja pelo que for.


www.youtube.com/watch?v=3BrrniKRA00&feature=player_embedded

 

Conheça o blog Marx 21.
 

 

 

Voltar

Pesquisar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.